sábado, 25 de abril de 2015

TERMINAIS DE INTEGRAÇÃO DA GRANDE ARACAJU SERÃO REFORMADOS


Terminal de Integração Zona Oeste/Foto: Acervo/BUS

As empresas do transporte público da capital e região metropolitana firmaram uma parceria com a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito e iniciaram a reforma dos terminais de integração, que é de responsabilidade do poder público. De acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp), a medida visa agilizar o desenvolvimento de uma melhor estrutura, principalmente, nos banheiros, para atender aos usuários do transporte e aos trabalhadores rodoviários.

Segundo o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp), Alberto Almeida, a reforma deve contar com reestruturação e pintura, sinalização com placas de itinerário e outras informações, sistematização da catraca para acesso rápido, e, em alguns terminais, câmeras de segurança e disciplinadores de filas. No cronograma está prevista a conclusão da primeira etapa da reforma do Terminal DIA na última semana de maio, e a etapa final no início de julho. Já as reformas dos Terminais Maracaju e Fernando Sávio deverão ser concluídas até o final de maio, e do Terminal Atalaia na segunda semana de junho.

Foto: Acervo/BUS
“A melhoria do transporte público e consequentemente, da mobilidade urbana, passa pela melhoria na estrutura dos terminais de integração. A participação da Associação dos Trabalhadores Ambulantes dos Terminais de Integração é essencial nesse processo, na medida em que o diálogo torna-se ponto fundamental no atendimento de demandas e na manutenção de toda estrutura utilizada pelo usuário do transporte público”, afirmou o superintendente da SMTT, Nelson Felipe.

A reforma está sendo acompanhada também pelo Sindicato dos Trabalhadores Ambulantes, já que locais apropriados para o comércio também foram incluídos no planejamento. Com a medida, o setor do transporte quer humanizar o ambiente dos terminais, tornando-o mais agradável para quem usa o ônibus coletivo. Em contrapartida, espera contar com a sensibilidade da própria sociedade para defesa da preservação do patrimônio público. Uma vez que têm sido sequenciais os casos de vandalismo após as reformas.

Fonte: Ascom/Setransp

Um comentário:

  1. Isso mesmo, pra frente é que se anda, o progresso tem que caminhar junto com os anseios do povo; uma cidade que trata bem seus munícipes merece os nossos aplausos.

    ResponderExcluir