terça-feira, 12 de janeiro de 2016

LICITAÇÃO: ARACAJU NA CONTRAMÃO DO TRANSPORTE URBANO

O transporte publico é uma ferramenta vital para o desenvolvimento e manutenção da dinâmica urbana, sobretudo das grandes cidades de nosso país. Sendo assim, muito tem se pensado para que o transporte publico de massa possa se tornar melhor e eficaz. No nordeste do nosso país, por exemplo, várias foram as capitais que passaram a ter um olhar mais atento nesse quesito, culminando de Certa forma na criação de licitações. Vejamos a seguir alguns casos. 

Após longa espera, está em fase de conclusão administrativa o processo licitatório do sistema de transporte urbano da capital alagoana, que teve início no ano de 2015. Já no inicio deste ano, a prefeitura municipal de Maceió juntamente com os empresários, assinaram os contratos com as novas regras do novo sistema, sendo que algumas delas já são visíveis na cidade.

Uma das principais e mais impactante mudanças no sistema de Maceió, será a nova identificação visual dos ônibus e a divisão da cidade em lotes. Cada empresa terá o domínio sobre um lote, será identificada por uma cor e uma sequência numérica. A licitação tem validade de 15 anos e pode ser prorrogada por mais 5 anos.

Nos últimos anos outras capitais nordestinas, a exemplo de, Fortaleza, João Pessoa, Recife, Teresina e Salvador, licitaram o seu sistema de transporte publico. Porém na contramão do desenvolvimento, onde a licitação ainda é um sonho a ser concretizado, encontram-se as capitais: Aracaju, Natal e São Luis.

Na capital sergipana, a tão esperada licitação do transporte coletivo se arrasta desde a gestão anterior e continua na mesma situação com a atual administração do prefeito João Alves Filho (DEM). Enquanto isso, Os usuários do transporte coletivo de Aracaju e região Metropolitana continuam a sofrer diariamente com um sistema defasado, que não atende as demandas e necessidades do usuário. O que percebemos é a falta de controle por partes dos órgãos municipais, e de obrigações a serem cumpridas por partes dos empresários do transporte.

Terminais e frota sucateados, veículos com 15 anos de idade, falta de padrão da pintura, longas horas de espera, e insegurança são alguns dos problemas enfrentados pelos usuários do SIT/SIM Aracaju.

EXEMPLO QUE VEM DO INTERIOR

Algumas cidades do interior nordestino demonstram avanço e já possuem licitação do transporte público:

- Caruaru - PE
- Petrolina - PE
- Feira de Santana - BA
- Ilhéus - BA

Na cidade baiana de Feira de Santana, a nova frota já entrará em operação nos próximos dias, ao todo serão 270 novos ônibus nas ruas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário